• Centro Postural

Dores no quadril? | Pode ser bursite!

Sentir dor no quadril é algo relativamente comum, principalmente entre as mulheres e atletas (corredores). Por vezes, há uma pontada desagradável ou, até mesmo, a estranha sensação de perda de peso. Acredite, algumas dores podem estender-se até o ventre e incomodar muito na hora de dormir, podendo dificultar as atividades diárias.


As causas são muitas e muito variadas e um motivo bastante comum é a Síndrome Dolorosa do Grande Trocânter (SDGT), terminologia atual para o que também é conhecida como bursite trocantérica.


O QUE É A BURSITE TROCANTÉRICA (SDGT)?


A bursite trocantérica é uma patologia que aparece na bursa trocantérica.

Estima-se que 10 a 25% da população pode ser afetada, tendo uma incidência maior em:

  • Mulheres.

  • Pessoas com Dor lombar .

  • Osteoartrite.

  • Sensibilidade da banda Iliotibial.

  • Obesidade.

Sua causa exata ainda é desconhecida, porém pode envolver uma série de distúrbios que levam a sentir a dores, como bursite, tendinopatia, ponto gatilho nos músculos que atravessam o quadril, entre outros.


A dor é agravada com atividade do cotidiano e ao deitar sobre o lado afetado. São mais frequentes em pessoas com idade de 40-60 anos, com maior incidência no sexo feminino quando comparada com o masculino. Isso se dá pelo fato de que as mulheres têm a pelve mais larga que os homens aumentando, portanto, a fricção entre o tensor da fáscia lata e o trocânter maior, causando microtraumas de repetição.


ENTENDENDO A ARTICULAÇÃO DO QUADRIL


Antes de tudo, precisamos ter em mente que os quadris são as articulações que suportam parte do nosso corpo, nos permitindo uma série de movimento como andar, agachar ou sentar.


A principal articulação do quadril une a cabeça do fêmur à bacia. Como qualquer outra articulação que possui muito movimento e é responsável pela sustentação de peso do corpo, ela está sujeita a muitas lesões.


Já a bursa é uma pequena bolsa (ou tecido) localizada na região próxima ao fêmur, que é saliente lateralmente ao quadril. A região do quadril é formada por várias destas bursas, que podem inflamar e gerar dor.


Se você conhece alguém que apresentou problema de bursite, se você está com bursite ou quer apenas aprender um pouco sobre a bursite trocantérica continue por aqui e acompanhe nossas dicas.



Modelo de Bursite Trocantérica


QUAIS AS PRINCIPAIS CAUSAS DA BURSITE TROCANTÉRICA?


Na maioria das vezes, a causa da bursite trocantérica provém de movimentos exagerados e repetitivos dos tendões e fáscias musculares deslizando sobre o trocânter maior. É o que acontece na maioria das vezes com os atletas corredores. Que se desafiam muito nos treinos e não descansam o tempo necessário para o corpo se recuperar.

Se você já sofreu traumas na região do quadril a chance de ter uma bursite é maior. Outra causa muito comum é a obesidade, por isso é importante que você fique de olho na balança.

A bursite trocantérica também pode surgir por:

  • Uso de tênis inadequado.

  • Aumento abrupto da carga de treinamento de corrida.

  • Fricção por esforço repetitivo.

  • Falta de alongamento.

  • Erros posturais permanentes. ‍


QUAL O TRATAMENTO PARA BURSITE?


Extremamente importante: o diagnóstico e tratamento preciso deve ser prescrito por um profissional devidamente qualificado. Não arrisque sua saúde e recuperação de uma possível lesão mais séria. Aqui na CIP nós contamos com diversos profissionais altamente capacitados a lhe oferecer todo o suporte que você necessita neste momento.

Bom, dito isto, o diagnóstico clínico irá consistir em apalpar a região lateral do quadril, verificando se há dor.

O tratamento com fisioterapia é o mais indicado tendo uma melhora de 90% dos casos. A quantidade de sessões irá varia de caso a caso. Estudos mostram que quando comparado à infiltração com medicamentos (corticóide), a Fisioterapia obteve o mesmo resultado que a infiltração, mas com um custo menor e menos riscos para você. Há, também, o aconselhamento para mudança de hábitos e exercícios para se fazer em casa. Os resultados obtidos por pacientes que seguiram este protocolo para tratamento da bursite trocantérica foram bem satisfatórios.

Enfim, trata-se de uma patologia bastante comum, que causa bastante dor e impossibilita o pode te impossibilitar de fazer muitas coisas. No entanto, se o tratamento é feito corretamente e por um bom profissional, fique tranquilo, em breve você terá sua saúde de volta!

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


KINDYLE B L, BRYCE C A, MALDONADO M Y; Dry Needling Versus Cortisone Injection in the Treatment of Greater Trochanteric Pain Syndrome: A Noninferiority Randomized Clinical Trial; Journal of Orthopaedic & Sports Physical Therapy, 2017 Volume:47 Issue:4 Pages:232–239


BARRAT P A, BROOKES N, NEWSON A Conservative treatments for greater trochanteric pain syndrome: a systematic review Br J Sports Med 2016;0:1–9


REID DIANE, The management of greater trochanteric pain syndrome: A systematic literature review; J Orthop. 2016 Mar; 13(1): 15–28

0 visualização

Contato

Email: ‍contato@centropostural.com.br

Local: Rua Barata Ribeiro, 490, CJ 94, Bela Vista

Telefone Fixo: (11) 3798-3336

Mobile: (11) 94538-0909

© 2020 por Descomunique.

Centro de integração postural